sábado, 3 de outubro de 2009

Letra do Tema "Mulheres de Atenas" de Chico Buarque



Mirem-se no exemplo

Daquelas mulheres de Atenas

Vivem prós seus maridos

Orgulho e raça de Atenas

Quando amadas se perfumam

Se banham com leite, se arrumam

Suas melenas

Quando fustigadas não choram

Se ajoelham, pedem imploram

Mais duras penas, cadenas



Mirem-se no exemplo

Daquelas mulheres de Atenas

Sofrem por seus maridos

Poder e força de Atenas

Quando eles embarcam soldados

Elas tecem longos bordados

Mil quarentenas

E quando eles voltam, sedentos

Querem arrancar violentos

Carícias plenas, obscenas



Mirem-se no exemplo

Daquelas mulheres de Atenas

Despem-se prós maridos

Bravos guerreiros de Atenas

Quando eles se entompem de vinho

Costumam buscar um carinho

De outras falenas

Mas no fim da noite, aos pedaços

Quase sempre voltam para os braços

De suas pequenas, Helenas



Mirem-se no exemplo

Daquelas mulheres de Atenas

Geram prós seus maridos

Os novos filhos de Atenas

Elas não têm gosto ou vontade

Nem defeito, nem qualidade

Têm medo apenas

Não têm sonhos, só têm presságios

O se homem, mares, naufrágios

Lindas sirenas, morenas





Mirem-se no exemplo

Daquelas mulheres de Atenas

Temem por seus maridos

Heróis e amantes de Atenas

As jovens viúvas marcadas

E as gestantes abandonadas não fazem cenas

Vestem-se de negro, se encolhem

Se conformam e se recolhem

As suas novenas serenas



Mirem-se no exemplo Daquelas mulheres de Atenas

Secam por seus maridos

Orgulho e raça de Atenas

2 comentários:

  1. Mulheres de Atenas
    Na Grécia Antiga as mulheres poucos direitos tinham, eram consideradas apenas mulheres, não eram cidadãs. Segundo a tradição e a lei, as mulheres tinham uma vida bastante recolhida, dedicando-se aos trabalhos domésticos e á educação das crianças. Aos maridos, orgulho e raça de Atenas, elas deviam obediência, estes podiam repúdia-las quando quisessem.
    Com excepção das grandes festas religiosas, raramente saíam á rua, sempre que saíam usavam um véu e estavam sobre a vigilância de um escrava. Nesta altura, o homem tinha a capacidade de mando e a mulher de obediência. A mulher vivia com medo e não tinha sonhos.
    Em comparação com as mulheres da actualidade, a realidade é completamente diferente. Hoje em dia as mulheres têm a liberdade e o direito de satisfazer os seus desejos, têm uma vida actica, na qual não devem somente obediência aos maridos. É uma realidade muito diferente em que já não existe o conceito da mulher ser inferior ao homem e ter de lhe prestar toda a obediência.

    Andreia Silva e Cristiana Azevedo

    ResponderEliminar
  2. A Mulher Ateniense e a Mulher Actual.

    As mulheres de Atenas não tinham estatuto social. Se uma mulher ateniense era casada com um cidadão, não era cidadã mas sim mulher do cidadão. Dependiam dos seus homens para tudo. Eram abusadas, violentadas, traídas, sem se revoltarem. Ninguém ouvia a opinião das mulheres.
    Quando eram amadas, perfumavam-se e faziam-se bonitas para o seu marido. Se este fosse para a guerra, elas passavam a maioria do tempo isoladas, esperando-o.
    Geravam, criavam, educavam os filhos, era essa a sua função.
    Estas mulheres sofriam, eram mal tratadas, mas continuavam com orgulho no seu marido. Não tinham direitos, liberdade nem opinião.
    Hoje em dia, quando olhamos para o passado e conhecemos a história destas mulheres, ficamos revoltadas e até chocadas.
    Na nossa opinião, a mulher é igual ao homem, tem os mesmo direitos e os mesmos deveres.
    A mulher decide pelo seu futuro, tem garra, determinação e coragem...Tem filhos mas também tem a sua carreira. Para a mulher actual pôr-se bonita é uma tarefa do dia-a-dia, põe-se bonita para agradar a si mesma, para se sentir bem. Não dependem de ninguém.
    Quando são violentadas, estas mulheres sabem que devem falar, a sociedade quer ouvi-las embora nem sempre falem.
    É óbvio que há mulheres que ainda seguem um pouco estas rígidas regras impostas pelos homens, mas cada vez mais o sexo feminino se afirma perante o mundo.

    Beatriz Brás e Inês Costa

    ResponderEliminar