domingo, 27 de março de 2011

O Romantismo

O Romantismo foi um movimento artístico,  político e  filosófico surgido nas últimas décadas do século XVIII na Europa que perdurou por grande parte do  século XIX.Caracterizou-se como uma  visão do mundo contrária ao racionalismo que marcou o período neoclássico e valorizou um  nacionalismo que viria a consolidar os estados nacionais na Europa.
Os autores românticos voltaram-se cada vez mais para si mesmos, retratando o drama humano, amores trágicos e ideais utópicos. Se o século XVIII foi marcado pela objectividade, pelo  Iluminismo e pela Razão, o início do século XIX seria marcado pelo lirismo, pela  subjectividade, pela emoção e pelo eu.
O Romantismo surge inicialmente na Alemanha e na Inglaterra. Na Alemanha, o Romantismo,teria uma importância fundamental  na unificação germânica com o movimento  Sturm und Drang (Tempestade e Ímpeto).
Entre as principais característcas do Romantismo destacam-se:
O Individualismo
Os românticos libertam-se da necessidade de seguir formas reais de intuito humano, abrindo espaço para a manifestação da individualidade, muitas vezes definida por emoções e sentimentos.

A Subjectividade
O romancista trata dos assuntos de forma pessoal, de acordo com sua opinião sobre o mundo. A subjectividade pode ser notada através do uso de verbos na primeira pessoa. Trata-se sempre de uma opinião parcelada, dada por um individuo que baseia sua perspectiva naquilo que as suas sensações captam.

O Gosto pela Idade Média
Alguns românticos  interessavam-se pela origem do seu povo, da sua língua e do seu próprio país. O cavaleiro fiel à pátria  é um  modo de retratar a cultura de seu país. O cenário de muitos romances desta época decorre na Idade Média.

O Egocentrismo
Como o nome já diz, é a colocação do eu no centro de tudo. Vários artistas românticos colocam, nos seus poemas e textos, os seus sentimentos acima de tudo, destacando-os na obra. Pode-se dizer, talvez, que o egocentrismo é um subjectivismo exagerado.

Inspiração em Lord Byron
Inspirado na vida e na obra de  Lord Byron, poeta inglês. O byronismo é caracterizado pelo narcisismo, pelo egocentrismo, pelo pessimismo, pela angústia.

A busca pelo exótico, pelo inóspito e pelo selvagem formaria outra característica fundamental do Romantismo. Exaltavam-se as sensações extremas, os paraísos artificiais, a natureza no seu aspecto mais bruto. Lançar-se em "aventuras" ao embarcar em navios com destino aos pólos, por exemplo, tornou-se uma forma de inspiração para alguns artistas. O pintor inglês  William Turner reflectiu este espírito em obras como  Mar de Tempestade onde o retrato de um fenómeno da Natureza é usado como forma de atingir os sentimentos supracitados.
 Em Portugal o Romantismo teve como marco inicial a publicação do poema "Camões", de Almeida Garrett, em 1825, e durou cerca de 40 anos terminando por volta de 1865 com a Questão Coimbrã.
A Primeira Geração do Romantismo em Portugal vai de 1825 a 1840.  Os seus principais autores são Almeida Garrett, Alexandre Herculano e António Feliciano de Castilho.


Joseph Mallord William Turner

1 comentário:

  1. Em lugar do desenho meticulosamente traçado, os pintores românticos,que é o caso de william Turner, oferecem-nos um colorido quente e forte.
    Este pintor é obcecado com a fixação da luz e a captação de atmosferas e tempestades no mar.
    William representa a Natureza de uma forma violenta.

    ResponderEliminar